terça-feira, 8 de outubro de 2013

600 dias

Eu ainda tenho guaradado em mim os mesmos sentimentos daquele primeiro dia frio. O gosto salgado das lagrimas, os olhos inchados e o coração apertado. Tenho comigo a saudade... E ela me persegue desde entao.

Eu tenho comigo memórias, histórias, momentos e lembranças que eu não quero esquecer nunca. E tenho tantas outras memórias que eu gostaria de esquecer.

Primeiro foi o frio, o cansaço, o não saber ligar o chuveiro, a língua, a tristeza e a alegria, o novo, o começo, o deslumbramento, as amizades, as compras, o "sonho realizado", a primeira vez am NY, o frio e o frio de novo, mais uma despedida, o medo, o "não sei o que estou fazendo aqui", o arrependimento, a força de vontade, meus primeiros próprios passos.

Então a primeira vez em San Francisco, as primeiras sextas sozinha, a amizade que dura até agora, Alcatraz, as descobertas, as primeiras aulas de ingles aqui, o orgulho, e os dias que escureciam cedo demais... Então veio a primavera, o primeiro curso na universidade, a primeira amiga estrangeira, os primeiros passeios, muitos gastos, mais amizades, muito mais de San Francisco, a neve pela primeira vez, 21 anos, o primeiro grande porre, uma amiga pra todas as horas, uma grande decepção, muitas lágrimas, muitas noites em claro, muitas conversas no skype, muitas nights out com as amigas, muitos outros amigos, então os olhos verdes, o coração batendo de novo, o primeiro tão famoso verão da California, a minha visita ao Brasil, primeira vez em Las Vegas, os arrepios ao ver o Grand Canyon, a primeira pool party, a descontração, os olhos verdes de novo, felicidade, homesick, aqueles abraços que confortam, os olhos verdes e o meu super sorriso, a balada gay em San Francisco, o carinho, e o coração batendo de novo (de novo), skydiving, coragem, mais saudade e homesick.

Então chega o outono, a melhor estação, as folhas mudando, o ar mais “crispy”, os dias frescos, as noites frias, o Halloween, a homesick de novo, os dias escurecendo, os finais de semana de preguiça, o "late summer" de San Francisco, os olhos verdes, o Thanksgiving, os olhos verdes, cada vez mais frio, os olhos verdes...

Então o Natal longe de casa, a manhã de Natal tão linda, a noite de Ano Novo no frio, os primeiros segundos de 2013 foram sensacionais, o agradecimento por tudo, um outro ano, uma nova fase, as dúvidas, a saudade, a ansiedade, os finais de semana em casa, a solidão, a indecisão, o Hawaii, as melhores férias, uma recarga de energia, muitas decepções, homesick, um novo bebe, uma nova casa, uma outra cidade, outra rotina, medo de novo, a primeira despedida de uma amiga.

E mais uma primavera, os olhos verdes, minha mãe, minha avó, NY, Washington DC, férias, elas, Califórnia, saudade, pressão, ansiedade, uma despedida dolorida (dizer tchau pela segunda vez dói mais ainda), 22 anos, viagens, viagens, viagens, amigos, os olhos verdes, a notícia, a tristeza... uma outra "quase" despedida, verão, calor, lago, sol, amigos, os olhos verdes, o primeiro good bye, a tristeza, Napa, o segundo good bye, o choro guardado, os olhos verdes em NY e eu aqui, homesick, amigas, amigas e amigas,

E mais um verão, San Diego, férias, Yellowstone, Salt Lake City, Vegas baby, Disneyland, LA, o primo em Hollywood, casa, saudade, o carinha que me emprestou um casaco na estação de trem, a aceitação, nova rotina, a saudade, a segunda dolorosa despedida,"tchau" pra uma das melhores amigas, a frustração, força de vontade, amigos, e de repente ele, meus sentimentos, a contagem regressiva, a indecisão, a decisão, a prática, ele...

Seiscentas histórias, seiscentos amigos, seiscentos sentimentos, seiscentos recomeços, seiscentos sonhos...
600 dias, que parecem 10 anos. 10 anos que começaram... ontem.